in FMUL

No dia 8 de dezembro, o antigo Hospital Dr. José Maria Antunes Júnior abre as suas portas à comunidade com um programa que inclui atividades para toda a família, uma zona de alimentação, onde poderá desfrutar de um almoço saudável, palestras sobre ciência e saúde, visitas guiadas e um momento cultural. Os visitantes são também são convidados a saber mais sobre o passado e o futuro deste conjunto edificado através da exposição “Um Campus de Saúde em Torres Vedras”.
O Medicina ULisboa | Campus de Torres Vedras é um projeto do Municipio de Torres Vedras e da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, que será apresentado neste dia à comunidade. 

Palestras:

  • Será possível prevenir doenças neurodegenerativas intervindo na comunidade e equipamento urbano?
    Nesta conversa, a Eng.ª Ana Veloso Luís, aluna de doutoramento em Ciências da Sustentabilidade pela Universidade de Lisboa, irá abordar as doenças neurodegenerativas associadas ao envelhecimento e de que forma poderemos prevenir ou atrasar o início destas doenças, intervindo na comunidade de forma natural e lúdica, utilizando o meio envolvente e as tecnologias de comunicação existentes.
  • Sinta o que é ter doença de Parkinson
    Cada visitante será convidado a participar num exercício com o objetivo de vivenciar as dificuldades enfrentadas por pessoas com Parkinson ao realizar atividades como andar, sentar e levantar-se de uma cadeira. Esta atividade será dinamizada pelo Prof. Doutor Joaquim Ferreira, Professor de Neurologia e Farmacologia Clínica da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, líder de grupo no Instituto de Medicina Molecular e Diretor Clínico do CNS-Campus Neurológico, e pela Dra. Daniela Guerreiro, coordenadora e fisioterapeuta na Unidade de Fisioterapia do Campus Neurológico em Torres Vedras.
  • Todos diferentes, todos iguais. Descobrindo os nossos genes
    Abordando a temática de “One Health”, uma só saúde, o Doutor Jorge Pimenta, médico veterinário, vai falar-nos de como são controlados os genes em humanos e animais. Num laboratório improvisado faremos a extração de DNA de células e outras simulações de práticas médicas comuns a várias espécies.
  • O mundo maravilhoso da nossa visão!
    O Médico Oftalmologista, Dr. José Henriques, Diretor Clínico do Instituto de Retina de Lisboa e Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa Interdisciplinar do Laser Médico, proporcionará a observação interativa de um modelo de olho, e suas partes constitutivas, a observação da luz laser e da sua ação ao passar por uma lente positiva e negativa, a verificação em modelos do significado de miopia, hipermetropia e astigmatismo. Abordará, ainda, a Retinopatia Diabética, sintomas, sinais e tratamento com laser.
  • Somos o que comemos? Mitos e factos
    Vamos desmitificar alguns mitos na alimentação com a ajuda da Dra. Joana Sousa, nutricionista especialista em nutrição comunitária pela Ordem dos Nutricionistas e Professora Auxiliar na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.
  • O mundo fantástico das vacinas e terapias alvo no cancro
    Nesta conversa, a Doutora Marta Coimbra Marques, Investigadora Auxiliar no Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, irá explicar de que forma poderemos produzir vacinas e terapias direcionadas ao cancro e mostrar, com a ajuda de um microscópico, uma cultura de células cancerígenas, assim como placas e meios de cultura bacterianos.
  • Ondas de calor e vagas de frio: Porque fazem mal à saúde?
    Nesta atividade, dinamizada pela Prof.ª Doutora Ana Abreu, Professora de Cardiologia e Diretora do Instituto de Medicina Preventiva e Saúde Pública e do Instituto de Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, cada visitante vai ter a oportunidade de aprender, através de meios audiovisuais, quais os mecanismos e efeitos das alterações súbitas e acentuadas do clima sobre a saúde em geral e cardiovascular.
  • Por um coração saudável para todos 
    Esta atividade será dinamizada pelo Centro Cardiovascular da Universidade de Lisboa, integrado na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e membro do Laboratório Associado RISE – Rede de Investigação em Saúde, e será composta por duas estações de interação com o público, onde será possível explorar a anatomia cardíaca, o aparelho cardiovascular, as suas principais doenças, fatores de risco e formas de prevenção, através de visualização interativa em realidade aumentada, assim como realizar um conjunto de testes físicos simples, elaborados para avaliar quantitativa e qualitativamente o seu desempenho.